Blockchain - Foto de Rishiraj Parmar no Pexels

Transporte Público no Brasil usará Blockchain!

Você sabia que a realidade da tecnologia blockchain está sendo aplicada aqui, no Brasil? Aliás, não só ligada às criptomoedas!

Sabe-se que o uso da blockchain pode ser bastante flexível e atender a diversas áreas. Pois documentação, registro, organização, setorização e votação são só alguns exemplos do seu uso. Agora, a inovação será utilizada em Teresina, capital do Piauí!

Essa cidade localizada na região nordeste do Brasil anunciou que aplicará a tecnologia na gestão dos transportes públicos do município.

Como a blockchain será utilizada?

O projeto utilizará a blockchain como forma de arquivar informações referentes ao transporte coletivo urbano. Portanto, ordens de trabalho, relatórios das viagens e registros similares estarão armazenados nesta cadeia virtual.

O plano é incentivado pela Semplan (Secretaria Municipal de Planejamento e Coordenação) em conjunto com a Agenda 2030. Aliás, ele já está sendo considerado como pioneiro internacional.

Gabriela Uchoa, da Agenda 2030, relatou ao site oficial de Teresina que, embora este serviço já seja feito pela administração do município, o objetivo é atualizar o sistema e simplificar o trabalho.

Mas como o setor se beneficiará?

A inovação tecnológica proporcionará tanto uma melhora para o transporte da região, quanto para sua logística.

A Fundação Hyperledger, voltada à elaboração de sistemas com blockchain, também apoia o projeto da capital de Piauí. Assim como esta, a Organização dos Estados Americanos (OEA) e a Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito veem no caso um plano interessante, portanto igualmente prestaram seu apoio.

Gabriela complementa em nota que esperam desenvolver um “comitê de co-gestão” para monitorar os dados. Além disso, a validação dos registros será por meio do livro-razão digital.

O funcionamento logístico que compreende as rotas e congruências operacionais dos transportes públicos poderá ser inspecionado através da blockchain.

Embora Teresina esteja avançada no planejamento deste projeto, não há uma data para o início da implementação. Os moradores piauienses esperam que a ação seja testada o quanto antes.

FONTE

 

Quer saber mais dicas sobre o mundo dos negócios?
Então siga o WorkStars nas redes sociais LinkdIn | Instagram | Youtube | B2B para Startups

Gabriel Claudino

Compartilhe

Os comentários estão desabilitados.

Leia também