Steve Jobs | Arte por Moacir Alves

História e curiosidades sobre Steve Jobs

Steve Jobs foi o empresário que fundou a Apple. O nome se tornou sinônimo de inovação e revolucionou a indústria de celulares, computadores, e até de filmes e músicas.

É claro que o lançamento mais famoso por parte do empresário é o IPhone. O anúncio oficial do aparelho aconteceu no dia 9 de janeiro de 2007. No evento de apresentação do IPhone, Steve Jobs disse “Hoje, a Apple vai reinventar o telefone”. E hoje sabemos o que aconteceu.

A Apple se tornou um gigante no mercado. Em 2021, ficou no topo da lista das marcas mais valiosas do mundo. Na lista “Best Global Brands 2021” a empresa também havia sido apontada pela Forbes como a mais valiosa. Já em 2022, a Apple se tornou a primeira empresa de capital aberto a atingir um valor de mercado de US$ 3 trilhões.

Ainda assim, vale ressaltar que a Apple não lidera quando se trata de fabricantes de smartphones. Em 2021, a Samsung se manteve em primeiro lugar. A Xiaomi e a Apple se revezaram entre a segunda e a terceira colocação. De forma geral, é fácil visualizar que atualmente a Apple mira em produtos de alto padrão e preço mais elevado.

 

O motivo do sucesso

Atualmente, o celular é o dispositivo mais utilizado pelo brasileiro para acessar a Internet. De acordo com uma pesquisa lançada pelo TIC Domicílios em 2019, 58% das pessoas que acessam a Internet o fazem somente por meio do aparelho móvel. Ainda assim, o brasileiro usa bem mais Android do que iOS. Segundo o Google, 9 em cada 10 brasileiros utilizam Android. Um ponto a ser considerado, é como o celular revela diferenças entre classes sociais, principalmente considerando o valor dos aparelhos disponíveis no mercado.

No entanto, no cenário internacional a Apple, Samsung e Xiomi lideram o ranking de forma muito mais próxima. Lembrando, é claro, que a Apple tem um valor de mercado bem maior.

A relevância da marca não se deve apenas ao pioneirismo de um único aparelho. Steve Jobs também liderou lançamentos de um ecossistema digital próprio, incluindo o iTunes e iCloud, por exemplo. Inicialmente, essa interação de apps próprios foi uma revolução tão grande que acontece até hoje. Ou seja, é só olhar para os últimos lançamentos de Apple Watch e Apple TV+.

 

LEIA MAIS: Saiba como comprar Apple Watch mais barato

 

Atari e garagem de casa

A vida de Steve Jobs começou em 1955, na Califórnia, dentro da área que mais tarde se tornaria conhecida como Vale do Silício. Em 1974, Steve Jobs trabalhou como designer de videogames na Atari.

Em 1976, Steve Jobs e Wozniak criaram uma pequena fábrica de computadores na garagem da casa da família de Jobs na Califórnia. No mesmo ano, foi lançado o computador “Apple I”, o primeiro computador pessoal vendido já montado. Logo depois em 1977, é lançado o computador “Apple II”, que apresentava um mouse e um disco rígido interno.

Steve Jobs foi demitido da Apple

Foi só em 1984, que o “Macintosh” foi lançado. O aparelho foi apelidado de “torradeira bege”, visto que esquentava muito, pois não tinha ventoinha. As escolhas de Jobs não foram bem vistas na época. Além das escolhas para execução do Macintosh, a personalidade de Steve Jobs não ajudou muito. Logo, ele foi afastado da Apple por divergir das táticas de vendas e por ser… uma pessoa difícil.

Steve Jobs comprou a Pixar

Você sabia que Jobs foi dono da Pixar? Dois anos depois de sair da Apple, no ano de 1986, Steve Jobs comprou a empresa de animação de George Lucas. Anos depois, se tornou a Pixar Animation Studios. A marca produziu filmes como Toy Story e Procurando Nemo. Em 2006, o estúdio se fundiu com os estúdios Walt Disney.

…e voltou à Apple para inovar!

É claro que Jobs não parou depois de sair da Apple. Logo depois Steve Jobs criou a Next, uma empresa para desenvolvimento de softwares. A Apple comprou a marca 10 anos depois. Em 1997, ele retornou ao cargo de CEO da Apple. O lançamento do iPod foi feito em 2001. Logo depois em 2007, foi a vez do IPhone. Em 2009, foi a vez do iPad e do Netbook. O iCloud chegou em 2011.

A Mente Dimensional de Steve Jobs

Steve Jobs afirmava que sua criatividade vinha da “Mente Dimensional”. Esse é um conceito que trata de uma mente que está aberta, sempre buscando aprender. Portanto, ela não se prende as noções pré concebidas do que é possível ou não.

A criatividade de Steve Jobs também estava ligada à meditação. E depois de aprender técnicas com monges, ele descobriu que caminhar era uma forma de meditação. Portanto, o empresário gostava de fazer longas caminhadas. Às vezes, até fazia reuniões caminhando, pois segundo ele, isso impactaria em sua criatividade.

Doença e morte

Em 2003, Steve Jobs descobriu um câncer raro. Ainda que a doença tenha sido descoberta no começo, Jobs se negou a fazer a cirurgia e optou por fazer tratamentos alternativos. Ele adiou a cirurgia por nove meses para remover um tumor no pâncreas.

Por fim, em 2009 nomeou Tim Cook para diretor de operações da Apple. Já em janeiro de 2011, anunciou que estava saindo de licença médica. No início do segundo semestre deste mesmo ano, ele renunciou ao cargo de CEO e acabou falecendo em outubro.

Fonte 1 | Fonte 2 | Fonte 3

 

Quer saber sobre o mundo dos negócios?
Então siga o WorkStars nas redes sociais LinkdIn | Instagram | Youtube | B2B para Startups

 

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia também