Logo do Meta, novo nome da controladora do Facebook — Foto: Reprodução

“Meta” é o novo nome da reguladora do Facebook, WhatsApp e Instagram

Surpreendendo mais uma vez, Mark Zuckerberg anunciou em 28 de outubro, durante o evento Facebook Connect 2021, que a empresa controladora do Facebook, WhatsApp e Instagram agora se chamará Meta.

Anteriormente, Facebook Inc. era o nome usado para se referir à marca responsável pelas plataformas.

“Tenho pensado muito sobre nossa identidade e como começaremos esse novo capítulo. O Facebook é um dos produtos mais usados da história no mundo. Hoje, somos vistos como uma empresa de redes sociais. Mas em nosso DNA somos uma empresa que cria tecnologia para conectar pessoas. E o metaverso é a próxima fronteira, tal como as redes sociais eram quando começamos”, disse Zuckerberg.

O nome escolhido faz alusão ao metaverso, ou seja, a integração dos mundos digital e real.

No momento, nossa marca está intimamente ligada a um produto só. Mas, com o tempo, espero que sejamos vistos como uma empresa de metaverso”, explicou Zuckerberg.

A mudança de nome em meio às críticas à empresa, não é suficiente para apagar o “passado” de uma marca, segundo especialistas.

Contudo, a rede social continuará se chamando Facebook, o novo nome “Meta” é para a companhia “dona” das plataformas. Além disso, o cofundador da rede social apresentou no evento alguns conceitos do que é o metaverso, incluindo recursos sociais, de jogos e para ambiente de trabalho.

Avatar de Mark Zuckerberg em apresentação do metaverso / Reprodução - Facebook
Avatar de Mark Zuckerberg em apresentação do metaverso / Reprodução – Facebook

De acordo com o comunicado à imprensa, a Meta diz que “o metaverso funcionará como uma combinação híbrida das experiências sociais online atuais, às vezes expandido em três dimensões ou se projetando no mundo físico. Ele permitirá que você compartilhe experiências imersivas com outras pessoas mesmo quando vocês não puderem estar juntos, e fazer coisas que não poderiam fazer juntos no mundo físico”.

 

LEIA MAIS: Como ativar a autenticação em duas etapas do Instagram

 

Entre as inovações voltadas para o metaverso estão:

  • possibilidade de pessoas se reunirem com amigos por meio de avatares, assistir a vídeos juntos, jogar e usar outros aplicativos ao mesmo tempo, por meio de óculos de realidade virtual; 
  • a nova versão do Messenger que existirá a chance de fazer ligações em RV e, por meio delas, fazer viagens por ambientes de realidade virtual;
  • uma loja virtual onde as pessoas poderão vender bens virtuais.

 

Ainda não sabemos se a realidade aumentada será, de alguma forma, integrada à proposta de metaverso da Meta. Porém, se for uma demanda que atenda aos interesses sociais dos adeptos, tudo é possível.

 

Quer saber mais dicas sobre o mundo dos negócios?
Então siga o WorkStars nas redes sociais LinkedIn | Instagram | Youtube | B2B para Startups

Texto de Juliana Santana
LinkedIn | Instagram | Gramofone Ativo

Compartilhe

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia também