Plataformas de monetização de vídeos | Arte por Moacir Alves

Plataformas de monetização de vídeos para além do Youtube

Quem produz conteúdo na internet almeja sempre o reconhecimento pelo trabalho e a tão aguardada monetização do próprio conteúdo. Não é só de mimos que se vive e hoje vamos trazer algumas plataformas de vídeos para você conhecer.

O YouTube é uma das maiores plataformas de vídeo do mundo e de acordo com o ranking Alexa, o site está em segundo lugar, ficando atrás somente do Google. Sendo assim, isso faz com que ele seja não só a opção mais popular de site de vídeos, mas também um dos principais nomes da internet em geral. Porém, hoje você irá conhecer plataformas para monetizar seu conteúdo para além do Youtube.

O que é uma plataforma de monetização de vídeo?

Uma plataforma de monetização de vídeo permite que os criadores de conteúdo de vídeo gere receita com seus vídeos.

 

Plataformas de monetização de vídeos:

Vimeo

Logo Vimeo | Divulgação
Logo Vimeo | Divulgação

 

O Vimeo é uma plataforma de vídeo que funciona sob demanda. Ou seja, os espectadores podem comprar e ter acesso perpétuo a um vídeo, pagar por visualização ou alugá-lo por tempo limitado. Dessa forma, ele oferece monetização por meio de assinaturas e pay-per-view. Além disso, você também pode monetizar transmissões ao vivo em seus planos superiores.

A plataforma não possui a mesma popularidade do serviço do Google, contudo tem acesso a um nicho que pode ser valioso aos seus objetivos. O Vimeo é também uma comunidade que reúne pessoas e marcas mais focados no audiovisual artístico. 

Podendo possuir uma conexão especial com realizadores e demais profissionais que produzem filmes e curtas. Embora seja uma grande marca com um plano básico de US $ 1, os preços começam a crescer conforme suas necessidades de recursos importantes, como streaming ao vivo e transmissão para aplicativos OTT, ambos disponíveis apenas no plano Enterprise.

Outros recursos do Vimeo incluem:

  • Um player de vídeo personalizável
  • Incorpore URLs de player de vídeo em qualquer lugar ou use páginas compartilháveis
  • Análise avançada para rastrear o desempenho do vídeo

 

Facebook

Logo Facebook| Divulgação
Logo Facebook| Divulgação

 

A rede social de Mark Zuckerberg, apesar de ser um ambiente onde as pessoas interagem entre si e compartilham conteúdo, o Facebook também é uma das plataformas de monetização de vídeos que você pode considerar. Aos poucos tentando tomar o lugar do YouTube como principal agregador de vídeos da internet, o Facebook começou a oferecer a opção de monetização de vídeo com base em anúncios muito depois do YouTube.

 Você recebe até 55% de toda a receita dos anúncios exibidos durante a reprodução de seus vídeos.

O Facebook vem se dedicando para agregar mais relevância, o que inclui dar mais alcance e visibilidade a publicações audiovisuais em páginas e perfis. Além disso, o seu negócio não precisa se limitar a uploads tradicionais de vídeos. Você pode até iniciar transmissões ao vivo com a possibilidade de ler comentários em tempo real. Esse conteúdo fica gravado para ser conferido depois pela sua audiência.

 

Twitch

 

Logo Twitch | Divulgação
Logo Twitch | Divulgação

 

Quando o assunto são transmissões ao vivo, o Twitch já é um nome conhecido, pois ele é um dos sites mais famosos do mundo para quem busca vídeos ao vivo. Então, se você procura uma plataforma para transmitir algo ao vivo, o Twitch é uma boa opção.

A plataforma possui as seguintes opções de monetização, esses incluem:

  • Assinaturas (aka Subs)  
  • Assinaturas Superdotadas  
  • Emotes
  • Doações
  • Ads

 

Rumble

Logo Rumble | Divulgação
Logo Rumble | Divulgação

 

A Rumble fui fundada em 2013 pelo canadense Chris Pavlovski. Ex-funcionário da Microsoft, o programador tinha o desejo de criar uma plataforma de vídeos que “apoiasse opiniões diversas, expressões autênticas e um diálogo aberto”.

O funcionamento do site é muito semelhante ao YouTube. A sua interface lembra a do concorrente, com conteúdos sendo destacado por meio de imagens e títulos. Entretanto, há uma organização mais intencional de reproduções, focando em tópicos específicos, como notícias, entretenimento, podcasts, ciência e esportes.

Ao redor do mundo, o Rumble é amplamente usado pela extrema-direita, mas abriga pessoas de todos os espectros políticos. Um dos maiores canais dentro da plataforma é do ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. No Brasil, recentemente a empresa ganhou grande visibilidade após a entrada do ex-apresentador do Flow Podcast, o influenciador Bruno Auib, conhecido como Monark que iniciou seu novo projeto, o “Monark Talks”.

 

 

Wistia

 

Wistia | Divulgação
Wistia | Divulgação

 

Wistia também é outra plataforma de vídeo que funciona sob demanda. Oferecendo assinaturas, anúncios e métodos de monetização únicos. A plataforma também pode ser facilmente integrada com ferramentas de adesão, como MemberMouse.

Outros recursos do Wistia incluem:

  • Ferramentas de vídeo interativas para criar frases de chamariz, links de anotação e portas de e-mail
  • Um player de vídeo personalizável
  • Incorpore os URLs do player de vídeo em qualquer lugar
  • Análise avançada para rastrear o desempenho do vídeo

 

Thinkific

 

Thinkific | Divulgação
Thinkific | Divulgação

 

Por fim, fechando nossa lista de plataformas de monetização de vídeos, temos o Thinkific. A plataforma de aprendizagem online foi construída para compartilhar conhecimento e oferece aos criadores mais do que apenas a opção de vender cursos online. No Thinkific, você pode monetizar vídeos de três maneiras:

  • Publicidade de terceiros – reproduza anúncios enquanto seus vídeos são executados.
  • Conteúdo premium – venda seus vídeos para alunos.
  • Monetizando sua base de fãs – permita que o YouTube e o Facebook veiculem anúncios para seu público.

 

Quer saber sobre o mundo dos negócios?
Então siga o WorkStars nas redes sociais LinkdIn | Instagram | Youtube | B2B para Startups

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia também