Redes SociaisTodos os Posts

Instagram anuncia TRÊS tipos de feed: o que muda?

Três tipos diferentes de feed. Essa é a novidade que o Instagram anunciou logo nos primeiros momentos de 2022. O diretor da rede social anunciou a novidade essa semana. Vem entender o que vai mudar!

Adam Mosseri, diretor da rede social, anunciou que o Instagram vai começar alguns testes. Segundo ele o app volta a ter a opção de ordem cronológica. Além disso, também terá uma lista customizada de postagens. Inicialmente a ideia é melhorar a experiência dos usuários do app. Os usuários vão escolher entre três opções de visualização para o feed: Home, Seguindo e Favoritos.

 

Home: o que já conhecemos

Inicialmente a primeira opção de feed do Instagram será a Home. Ou seja, esse feed trará recomendações de conteúdos com base nos perfis que o usuário segue e interaje.

Portanto o algoritmo fará a curadoria de conteúdos. Essa opção dá mais espaço para imagens e vídeos que já estão fazendo sucesso. Por fim, é o que a maioria das redes sociais faz: dá mais visibilidade ao que faz sucesso. Além disso também prioriza conteúdos de perfiz que o usuário mais interage. Dessa forma a rede social cria um círculo de perfis que recebem mais interações uns dos outros.

Além disso, é possível que a opção Home também traga sugestões de conteúdos parecidos com o que o usuário já costuma consumir. Essa é uma tendência do TikTok com a aba Descubra. Dessa forma o usuário pode explorar novos perfis que falem sobre conteúdos que ele já tem interesse prévio.

Following: novidade sem algoritmo no Instagram

Já essa opção vem como novidade. Essa é a tão famosa opção cronológica. A ideia é que o feed seja livre da ação dos algoritmos. Essa foi a primeira forma de visualização do Instagram, logo no nascimento do app.

Portanto será um feed que oferecerá ao usuário uma experiência menos exploratória e mais “minimalista”, por assim dizer. Fotos sem grande impacto ou de pessoas que não recebem muitas interações terão o mesmo destaque que imagens famosas ou memes.

O retorno da opção cronológica já era pauta há algum tempo. Em 2016 o modelo foi deixado de lado para dar espaço aos algoritmos.

Favoritos: um feed personalizável

Por fim, mas não menos importante: a terceira opção de feed é o “favoritos”. Aqui o usuário vai poder escolher quais perfis devem ser exibidos. De forma geral, essa opção é um hibrido entre a “home” e a “following”. Ou seja, não haverá a manipulação de conteúdo por parte dos algoritmos. Por outro lado, o usuário também pode escolher não ver todas as fotos de alguém que não tem tanto interesse em acompanhar.

 

LEIA MAIS: Shadowban pode ser a causa de baixo engajamento no Instagram

 

Dessa forma o diretor do Instagram acredita que as pessoas podem ter mais autonomia e transparência enquanto utilizam o app. Ainda não existe uma data limite para que todos os usuários do Instagram tenham acesso aos três feeds. Os testes já começaram, mas por enquanto apenas para algumas pessoas. No entanto o planejamento é que a novidade esteja disponível a todos até o final do primeiro semestre de 2022.

De acordo com o diretor, “É importante para mim que os usuários do Instagram se divirtam. Acredito que dando para as pessoas opções para elas decidirem o que querem ver seja a melhor maneira de atingir esse objetivo”.

 

Como funciona o algoritmo do Instagram?

Quando se fala de algoritmo, muita gente pode ficar desconfiada. Mas ele é mesmo esse vilão? Antes de mais nada, é importante saber que o Instagram não possui um algoritmo único. Ou seja, não existe uma regra única que define tudo o que as pessoas recebem no feed. Na verdade, o Instagram se utiliza de inúmeros algoritmos, cada um com o seu propósito único.

Portanto a função do algoritmo é entender que tipo de conteúdo o usuário mais gosta. Logo depois de aprender isso, o algoritmo fará sugestões de mais conteúdos relacionados. Por exemplo: se um usuário gosta de vídeos de animais, o algoritmo vai sugerir mais vídeos de animais porque é relevante ao usuário.

Não adianta sugerir o mesmo conteúdo para todo mundo. Cada pessoa tem gostos particulares e vai preferir ver conteúdos específicos. Dando alguns passos atrás e trazendo uma comparação grosseira, pode-se comparar com anúncios de televisão. Você vai ver anúncios de brinquedos infantis no horário e canal que estiver transmitindo filmes e animações para crianças. Um adulto não vai ter interesse por aquilo, mas a criança vai.

Portanto é importante deixar claro que o algoritmo do Instagram não é um vilão. O objetivo é otimizar a experiência dos usuários. Por outro lado, o algoritmo acaba criando uma bolha de conteúdos específicos. Portanto o usuário que gosta de vídeos de animais pode acabar perdendo outros temas que estão na rede social. Além disso, usuários que fazem poucas postagens recebem cada vez menos interações dos seguidores, pois não são considerados “relevantes” para o algoritmo.

 

Fonte 1 |

Quer saber mais dicas sobre o mundo dos negócios e do marketing?
Então siga o WorkStars no Instagram!

Texto de Gabriela Leão
LinkedIn | Instagram | Saiba Mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *