Inventeca

Inventeca, livros de imagens | Negócios em Alta

Hoje aqui no portal, uma startup muito legal: a Inventeca StoryMax é focada em crianças e que elas mesmas criam o conteúdo através de imagens!

A entrevista foi respondida pela CEO Samira Almeida que contou diversos detalhes sobre a plataforma, desafios de mercado, empreendedorismo e muito mais!

Ah, inclusive a Inveteca esteve na lista das 9 startups que ajudam a quem tem criança.

O que é a Inventeca e como surgiu a ideia?

Inventeca StoryMax é uma plataforma de autoria para crianças baseada num clube de livros por assinatura.

Oferecemos uma estante com dezenas de histórias para a criança inventar a narrativa oralmente e deixar gravada, compartilhar e ainda encomendá-la em forma de livro impresso e outras atividades para fazer sem telas.

Nossa proposta compõe vários formatos de educação não formal, também atende a Educação Infantil e o Fundamental 1 com atividades que trabalham a oralidade, o pensamento criativo e narrativo, o brincar, o trabalho em grupo, o aprendizado de linguagem (pode ser usado em qualquer língua) a escuta, a leitura e a escrita.

No campo socioemocional, ao abordar a autoria e o protagonismo, oferecemos oportunidades para trabalhar curiosidade, autoconhecimento, autoestima, autorregulacao, autorrelato, empatia, colaboração e reforço de laços familiares.

Atuamos com inovação em livros e formação de leitores desde 2012 e somos a empresa brasileira de tecnologia editorial mais premiada no campo da leitura e literatura no Brasil e no exterior.

Como enxerga a plataforma em 02 anos?

Não me agrada fazer projeções “ao vento”, mas tem um potencial enorme!

Falamos de um serviço e produto altamente escalável, muito passível de internacionalização, com aplicação tanto no mercado B2C como B2B.

Além disso, já temos planejados desdobramentos que nos posicionam em novos campos, gerando novas fontes de receita ao longo do tempo e criando oportunidades para diversos profissionais de tecnologia, educação e da economia criativa.

Qual o modelo de negócios da plataforma?

Vendemos assinaturas (R$ 14,90 ao mês) do Inventeca que dão acesso a todas as histórias na plataforma (hoje 40) até 40 gravações salvas e compartilhamento livre.

Além disso, vendemos os produtos impressos personalizados separadamente, com preços a partir de R$ 35 de forma unitária.

Qual o diferencial competitivo da Inventeca?

Pelo meu caminho profissional (transitando do mercado de publicações para o de educação com foco em mídia e tecnologia) e também o do meu sócio (entre eletrônica e design), era natural que eu estivesse envolvida num negócio que tem três pilares: publicações, educação e tecnologia.

O Inventeca propõe uma atividade para a criança que é super convidativa e prática para as famílias e bastante estruturada para educadores e outros profissionais dedicados ao cuidado infantil.

Nós temos uma faceta que se assemelha ao streaming de conteúdo para crianças, mas ao invés de entregar um looping de videos ou jogos, por exemplo, entregamos livros e, mais do que entregar conteúdo, nós convidamos as crianças a criar conteúdo de um jeito muito fácil e divertido, que não exige nenhuma ferramenta além de sua própria criatividade.

O resultado é que os nossos usuários são muito mais ativos, autores, protagonistas.

Em outra faceta, temos a personalização de livros, quando tornamos as histórias criadas no Inventeca em uma série de formatos impressos (livros, pôsteres e outros) – mas de novo, nosso jeito de fazer essa personalização está longe de incluir um avatar e o nome da criança aqui e ali numa história:

O que publicamos é a história totalmente criada pela criança.

Queremos crianças que criem e não apenas que sejam capazes de preencher lacunas. Essa combinação faz do Inventeca totalmente diferente e melhor do que as soluções disponíveis hoje em cada área.

Por que decidiu empreender?

Porque eu cresci muito rápido na minha primeira carreira (jornalista/editora) e, quando senti que cheguei ao topo em termos de prestígio e ganhos, percebi que não tinha tanto prazer como gostaria.

Fui buscar paixões antigas, comecei um voluntariado na área de leitura e voltei pra USP numa pós-graduação em Educomunicação.

Foi nesse momento que tive certeza de que meus projetos não se encaixavam nas empresas para as quais eu trabalhava (na época era freelancer). Comecei experimentando nas horas vagas e quando vi, tinha um MVP sendo vendido.

Descobri que tinha um negócio! Demorou até amadurecer isso de um negócio ter “acontecido” na minha vida pra compreensão de que “eu não me encaixava e, portanto, decidi arriscar e experimentar outros campos de atuação”.

Quando entendi minha própria narrativa desse ponto de vista, passei a atuar mais estrategicamente no meu negócio.

Links Úteis:

URL: https://inventeca.me/

Instagram: https://www.instagram.com/inventeca.me/

Inventeca para IOS

Inventeca para Android

*O conteúdo do Startup da Vez é publicado pelo StartupsStars sem qualquer alteração nas respostas fornecidas pelas startups participantes e de exclusiva responsabilidade dos próprios.

Beijos

Talita Lombardi

Instagram Talita Lombardi

Twitter: @talilombardi

Youtuber de Negócios

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia também