Olimpíadas de Tóquio - Divulgação

Olimpíadas de Tóquio tiveram investimento de US$ 28 bilhões

As Olimpíadas de Tóquio, com certeza vão entrar para a história por diversos fatores. O maior e mais óbvio entre eles foi a pandemia de coronavírus, que causou diversos desdobramentos para a edição e a tornou a mais cara da história, segundo a Forbes.

Em um estudo realizado pela plataforma Cupom Válido, feita com dados do Comitê de Olimpíadas Internacional (COI) e da empresa Statista, foram investidos US$ 28 bilhões nos jogos de 2020 e representam mais do que o dobro do que a média geral, de US$ 12 bilhões.

Ainda estima-se que o Japão tenha perdido mais de US$ 5,7 bilhões com a postergação do evento, em função de custos adicionais de manutenção, cancelamentos e reorganização. Além disso, a receita caiu consideravelmente, já que mais de 800 mil ingressos foram reembolsados ao público ainda no ano passado.

A perda com os valores dos ingressos não pode ser recuperada, já que neste ano, a organização das Olimpíadas de Tóquio decidiram suspender a entrada de espectadores.

Até agora, os Jogos Olímpicos de Inverno de Sochi 2014 era considerado o mais caro da história, com o custo de US$ 21,9 bilhões.

Vale lembrar que o valor da Olimpíadas deste ano ainda é uma estimativa, e os números finais devem ser divulgados nas próximas semanas, após o fim do evento.

As Olimpíadas de Tóquio

As Olimpíadas de Tóquio começaram na última sexta-feira (23) e vão acontecer até o dia 08 de agosto. A edição conta com a estreia de novas modalidades – karatê, surfe, skate, e escalada esportiva, além de badminton e taekwondo nas Paraolimpíadas.

Fonte 1

Quer saber mais dicas sobre o mundo dos negócios?
Então siga o WorkStars nas redes sociais LinkdIn | Instagram | Youtube | B2B para Startups

Texto de Karen Amanda Correia
LinkdIn | Instagram

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia também