Sextech: entenda esse tipo de startup!

Você já ouviu falar em sextech? O termo vem ganhando popularidade no Brasil. Ainda que o nome ainda não seja tão conhecido, as sextechs já têm um faturamento enorme! Vem saber mais sobre esse assunto.

Como o próprio nome já diz, uma sextech é o termo que se refere às startups que utilizam tecnologia para oferecer serviços, produtos e experiências com foco no no bem-estar sexual e na sexualidade em si.

Os conteúdos não param por aí! São plataformas de educação, aplicativos para autoconhecimento e ganho de confiança sexual. Também são wearables para monitoramento da saúde íntima e novas formulações cosméticas.

De acordo com a Allied Market Research, o mercado global de bem-estar sexual (sexual wellness) foi avaliado no ano de 2019 em 74 milhões de dólares com previsão de aumento para 108 milhões em 2027.

No entanto vale ressaltar um ponto importante: as sextechs não possuem conteúdo ou viés pornográfico. Isso mesmo! O erotismo e a pornografia são coisas diferentes.

 

LEIA MAIS: Você sabia que o Instagram tem uma fonte secreta para story?

 

Vamos entender um pouco mais sobre a diferença entre esses dois termos. Por um lado, a industria pornográfica  insere o sexo de uma maneira forçada e coloca ele como centro da narrativa. De uma forma geral, a maioria das vezes utiliza imagens, aúdios e descrições de sexo explícito. Por outro lado, os conteúdos eróticos focam no prazer real, em corpos e em cenários que se assemelham com a vida real.

Portanto podemos entender melhor uma sextech. São serviços e produtos focados no erótico. Ou seja, prol do bem estar sexual.

Além disso a maioria das sextechs têm um diferencial bem interessante. Muitas são lideradas por mulheres. O mercado erótico mirou por muitos anos no público masculino. No entanto quando se fala de sextech as mulheres são protagonistas: tanto como líderes como clientes finais.

 

Quer saber mais dicas sobre o mundo dos negócios e do marketing?
Então siga o WorkStars no Instagram!

Texto de Gabriela Leão
LinkedIn | Instagram | Saiba Mais

Fonte 1 | Fonte 2

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia também