Spin-off: o que é e motivos para criar uma?

Quando uma empresa cria uma nova companhia independente, vendendo ou alocando novas ações em seus negócios existentes, isso é chamado de spin-off.

Uma empresa cria um spin-off na esperança de que seja mais valioso como uma entidade separada. Essas novas organizações também são conhecidas como spinout ou starbursts.

 

Prédio de empresa | Pexels
Prédio de empresa | Pexels

 

O Spin-off na prática

Uma empresa só abre uma spin-off se essa tiver uma probabilidade de lucro. Essas novas companhias apresentam estrutura de gestão separada e um novo nome, mas conservam os mesmos ativos, propriedades intelectuais, e recursos humanos.

Além disso, é um investimento que tem que ser bem calculado, pois quando aberta, a empresa-mãe vai fornecer apoio financeiro e tecnológico na maioria dos casos.

Existem várias razões para que uma empresa possa “Spinoffar”. Elas podem conduzir um spin-off com intuito de concentrar recursos, gerir uma divisão com maior potencialidade e muitos outros fatores. 

Por outro lado, as organizações também podem racionalizar suas operações. O que isso quer dizer? Tornar aquela parte do negócio que é menos rentável e produtiva em uma spinout, para que assim as operações possam ser concentradas nos produtos ou serviços de maior expectativa de crescimento. 

 

Motivos para criar uma spin-off

Existem bastante benefícios para as empresas que aderem a criação de uma spin-off. São elas:

  • Retenção de talentos
  • Diminuição de turnover de sua empresa 
  • Desenvolvimento de tecnologias inovadoras 
  • Captação de recursos 
  • Sobrevivência do negócio
  • Expansão sem comprometer o principal negócio 

Além disso, possibilita a criação de um novo ecossistema que reconhece e valoriza o capital humano. As starbursts geralmente nascem para serem um ambiente inovativo, fazendo com quem trabalhe nelas tenha um mindset focado na inovação. 

 

Startups são Spin-off?

Nem sempre. As spinout são empresas com origem de uma organização mãe que aproveitam os recursos para as suas operações. Do contrário, as startups são empresas que tendem a estar vinculadas à tecnologia com o intuito de gerar produtos inovadores. 

Contudo, uma startup pode ser uma spin-off de uma empresa. Por exemplo, a Youse, fundada pela Caixa Seguradora. Essa spin-off é um aplicativo de seguros que conquistou principalmente os jovens graças à disponibilidade de serviços online e à redução da burocracia.

 

Startup | Pixabay

Exemplos de Spin-off

Agora que você sabe o que é spin-off, chegou a hora de conhecer algumas. Vamos nessa? 

 

Uber eats

Fica fácil até de saber pelo nome, mas esta é uma spin-off da Uber. A companhia visualizou que poderia aumentar seus rendimentos se investisse em um negócio, que não somente transportasse pessoas, mas também diferentes produtos e comidas. 

 

Entregador Uber Eats | Pixabay

 

 Smiles

Empresa criada pela antiga companhia aérea, Varig, para ofertar milhas aéreas.  Adquirida pela Gol em 2013, expandiu seu escopo além do segmento de viagens. Atualmente, seu catálogo conta com serviços financeiros, seguradora e outras finalidades. 

 

Xbox

Para os amantes de videogame, saiba que a XBOX é uma spinout da Microsoft. Sua importância no segmento é grande fazendo com que ela não seja apenas uma marca, mas uma empresa incorporada em outra.  

 

Quer saber sobre o mundo dos negócios?

Então siga o WorkStars nas redes sociais Twitter | LinkedIn | Instagram | Youtube | B2B para Startups

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Leia também